Voltar

Google penaliza sites inseguros nas buscas

Navegador Google Chrome 68 dará o empurrão final para o serviço Criptografado por padrão na web

O Google continua sua ofensiva contra conexões da Web inseguras e não criptografadas. A empresa tem pressionado empresas da Web a criptografar suas conexões, penalizando sites não criptografados em resultado de buscas e também os identificando como “Inseguros” na barra de endereço, caso aceitem informações de cartão de crédito sem criptografia.

Agora o Google está se preparando para o próximo impulso. O Chrome 68, que será lançado hoje, 24 de julho de 2018, agora marcará todos os sites que ainda usam HTTP como “Inseguro” na barra de endereço, o que provavelmente alertará os visitantes regulares desses sites e pressionará seus administradores a criptografar o tráfego.



O Google também está removendo o rótulo “Seguro” dos sites que estão criptografados, consolidando isso como a posição padrão esperada e também tornando-o mais proeminente quando os sites não são criptografados.



Atualmente, mais de 70% dos sites visitados nos EUA são criptografados, o que significa que os ISPs e os governos não podem bisbilhotar o conteúdo de sua conexão tão facilmente, mas ainda podem ver qual site você está visitando. Isso não significa que seu tráfego é sempre secreto, pois mesmo tendo uma criptografia nativa em sua conexão um site no ponto final ainda pode compartilhar seus dados ou você pode ter um software de monitoramento no seu PC que relata seu uso, mas a migração para HTTPS  é um mudar para uma web mais segura para todos.
 



Fonte: https://mspoweruser.com

URL da versão original do artigo: https://mspoweruser.com/next-version-of-chrome-browser-will-make-final-push-for-encrypted-by-default-web/

COPYRIGHT 2018 - ALDABRA SISTEMAS WEB E DESIGN GRÁFICO LTDA